Automação predial

A fabricante de chips Qualcomm revelou em 2015, projetos fáceis de usar para ajudar fabricantes a conectar lâmpadas LED à internet. As chamadas lâmpadas inteligentes e outros dispositivos do tipo, desde termostatos a fechaduras de portas equipados com chips e sensores, são uma forte tendência da feira CES 2015, em Las Vegas (EUA).

A fabricante Philips dentre outras companhias já lançaram lâmpadas inteligentes que usam um padrão de comunicação sem fio de baixo consumo de energia chamado Zigbee, que precisa de um hub conectado à internet. O projeto de iluminação da Qualcomm envolve conexão por meio de roteadores Wi-Fi mais comumente usados em casas e empresas.

A Qualcomm e rivais como a Intel estão correndo para conseguir fatias de mercado do setor que atravessa rápido crescimento, e permite controlar (ou programar) remotamente vários aparelhos para ligar e desligar em diferentes momentos ou quando pessoas saem ou entram em suas casas.

Trabalhando com a empresa iniciante LIFX, a Qualcomm anunciou a oferta de plataformas fáceis de serem implementadas para lâmpadas LED, bem como projetos completos que cobrem a parte da transmissão de dados sem fio e a própria lâmpada em si.

Esses projetos de referência são largamente usados por fabricantes de chips da China para encorajar companhias a produzir smartphones baratos que utilizem seus componentes. Segundo a empresa de pesquisa de mercado Gartner, as vendas de aparelhos para automação residencial vão mais que dobrar este ano para 230 milhões de unidades. Em iluminação, hoje podemos criar diversos cenários luminotécnicos com um simples toque de um pulsador, o qual substitui o interruptor elétrico. Através de programação elétrico-mecânica no quadro elétrico da edificação, você programa como será a iluminação na hora de assistir um filme, receber amigos para uma festa, etc. Isto de modo simples, rápido e com baixo custo de investimento inicial.

Mas a automação predial vai muito além de programar a iluminação. Há no mercado brasileiro empresas credenciadas a fornecer, instalar e dar suporte técnico para outros sistemas automatizáveis, como aberturas de portas e fechaduras, controle a distância de equipamentos de ar-condicionado, acionamento remoto de cortinas, som ambiente, irrigação de jardim, sistema de CFTV integrado a centrais de monitoramento e até mesmo alimentação automatizada de seu animal de estimação. Ou seja, automatizar significa proporcionar conforto e segurança, com sustentabilidade.

Fontes:

http://g1.globo.com/tecnologia/ces/2015/noticia/2015/01/qualcomm-promove-tecnologia-de-lampadas-conectadas-internet.html

http://www.iambientes.com/residencial.php